Aonde está a Lua?

Texto escrito no ano de 2017


Aqui perto da UEL tem um viaduto e debaixo desse viaduto morava uma moça, e como ninguém sabia o seu nome, esta recebeu o apelido de Lua.

Acredita-se que Lua era ex - aluna da UEL e passou a morar debaixo do viaduto por livre e espontânea vontade. Contam que ela tomou um chá de fita e não voltou da alucinação proporcionada pelo chá. Outros dizem que ela tinha alguns problemas mentais e a história do chá poderia fazer parte do surto. Lua tinha família, mas mesmo assim resolveu morar debaixo da ponte...

Lua era negra, independente, forte e corajosa, um verdadeiro símbolo de resistência.

Lua nunca fez mal pra ninguém, simplesmente resolveu fazer do viaduto o seu lar.

Lua decorou sua "nova casinha" e aparentemente estava satisfeita com a situação, não saía de lá pra nada, vivia pra cuidar das suas coisinhas e das suas plantinhas.

Alguns amigos tentaram conversar com ela algumas vezes, mas ela não estava disposta a trocar conversa, era muito fechada e acho até mesmo justificável, pois ela precisava se defender...

Algumas igrejas tentaram levar Lua para um local mais seguro, mas ela não quis.

Sempre que passava debaixo do viaduto pensava o quão perigoso era uma mulher morar sozinha debaixo de um viaduto, mas ao mesmo tempo admirava sua força e resistência, pois a tentativa de violência contra a mesma devia ser diária.

Depois de um tempo Lua ganhou um vizinho, sim, um moço resolveu morar lá também. Ora, parece que morar debaixo do viaduto não é tão perigoso quanto parece.

Lua morou debaixo do viaduto por um bom tempo, não sei dizer quanto, porque eu sou o tipo de pessoa que não percebe muito bem o que está acontecendo ao meu redor, inclusive, só fiquei sabendo que ela estava morando lá porque um amigo me contou e comecei a prestar atenção.

Pensar nela morando naquele lugar me dava um misto de segurança e preocupação. Segurança ao passar por debaixo do viaduto sabendo que havia uma mulher morando naquele local, pois se ela morava ali, significava que o local não era tão perigoso quanto eu pensava. Porém, ao mesmo tempo, não conseguia sentir paz ao vê-la naquele local, uma mulher sozinha morando na rua é bem provável que hora ou outra venha sofrer algum tipo de violência.

Enfim, tempos depois Lua Sumiu!

Semana passada ouvi dizer que o corpo da Lua havia sido encontrado dentro do lago e havia uma ferida em sua cabeça, além de sinais de estupro.

Ouvi dizer também que o vizinho dela foi visto entrando num carro, fazendo a sua mudança para um lugar mais seguro, parecia que era alguma igreja que estava removendo ele do local.

Hoje eu passei debaixo do viaduto e vi que as coisinhas da Lua estavam todas jogadas, as roupas dela, as caixas que ela guardava os seus pertences, estava tudo revirado!

Ver aquela cena cortou o meu coração, porque naquele viaduto cinza e frio havia uma vida, uma pessoa com histórias, dotada de alma e espírito, alguém que tinha consciência acerca da própria existência.

Quando eu cheguei em casa a primeira coisa que fiz foi procurar alguma notícia na internet que falasse sobre o ato de violência ao qual a Lua foi submetida e sabe o que eu encontrei?

Nada!

Não havia absolutamente nada!

Afinal, Lua "não tinha nome", era uma mulher negra que escolheu viver debaixo de uma ponte, e quem se importa?

O descaso com a história dela, com sua morte e até mesmo com as suas coisinhas me fez ver o quanto esse mundo é feio.

Tal fato me levou a reflexão de que a essência humana perdeu a importância.

Não importa como ela morreu, porque morreu e se o fato dela ser mulher contribuiu para o assassinato. Ela era apenas uma doida que morava debaixo da ponte, certo?

Parece que o ser humano foi reduzido a um objeto, deixou de ser fim em si mesmo e passou a ser considerado como simples meio.

Nós entramos no colégio, fazemos uma boa faculdade, arrumamos um bom emprego e vivemos para sustentar o sistema, apenas isso...

Qualquer um que não siga esse padrão não merece a mínima atenção, não tem relevância, não merece sequer uma manchete no jornal avisando sobre a violência na cidade de Londrina.

No final das contas, a Lua não serviu nem para virar estatística...



7 visualizações

©2020 por Politicamente correto. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now